Economia

Funcionários Públicos também vão receber abono de família extra

Luís Nobre Botas

Luís Nobre Botas

Repórter de Imagem

José Eduardo Zuzarte

José Eduardo Zuzarte

Repórter de Imagem

Sindicatos questionaram o Governo se os funcionários públicos que não descontam para a Segurança Social também vão receber o apoio.

Os funcionários públicos que não descontam para a Segurança Social também vão receber o abono de família extra, prometido pelo governo às famílias com crianças no 1.º, 2.º e 3º escalões, medida prevista no Programa de Estabilização Económica e Social.

A dúvida foi colocada pela Federação de Sindicatos da Administração Pública (FESAP) e a ministra da Modernização e Administração Pública esclareceu que a Função Pública também está abrangida pela medida.

Os sindicatos da Função Pública retomaram hoje as negociações com o governo. Em cima da mesa esteve o fim da regra "2 para 1". Há mais de uma década que o Estado só contrarava um funcionário público por cada dois que saiam, mas agora vai adoptar a diretiva "1 para 1", uma entrada por cada saída.

Foi ainda discutido o teletrabalho, nomeadamente a forma como o governo vai escolher os trabalhadores que vão ficar em neste regime até ao final da legislatura. O executivo quer colocar 25% dos trabalhadores nestas condições e para isso vai gastar 4,4 milhões de euros.