Economia

José Gomes Ferreira explica o impasse nas negociações sobre o futuro da TAP

José Gomes Ferreira explica o impasse nas negociações sobre o futuro da TAP

O Governo já assinou um acordo de princípio com os acionistas privados da TAP, mas acena com nacionalização caso o acordo não chegue a bom porto.

Ministra da Presidência, no final do Conselho de Ministros admitiu que poderá não se chegar a um acordo final e nesse caso o Conselho de Ministro pode reunir, nas palavras de Mariana Vieira da Silva, "para decidir a nacionalização" da posição de David Neeleman.

José Gomes Ferreira assegura que os departamentos jurídicos de ambas as partes estão a estudar a tecnicalidade jurídica, "questões de linguagem jurídica, que têm de ser perfeitamente entendíveis de parte a parte".

"Até que estes conceitos estejam todos perfeitamente enquadrados e explicados entre as duas partes não se pode fazer o negócio."

David Neeleman, que está a ser pressionado para vender, e a empresa brasileira Azul, têm de responder por este negócio em Portugal e está-se a aguardar uma resposta definitiva.

"A bomba atómica continua a manter-se" e para José Gomes Ferreira as declarações da ministra da Presidência "deixa aberta a porta a um desentendimento outra vez".

Governo assina acordo de princípio com acionistas privados da TAP

O Governo assinou um acordo de princípio com os acionistas privados da TAP, mas acena com nacionalização caso o acordo não chegue a bom porto. A garantia foi dada pela ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva.

Foi também aprovada esta quinta-feira a injeção de 1.200 milhões de euros na TAP. O anúncio foi feito pelo ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva, numa conferência de imprensa depois de uma reunião do Conselho de Ministros, que durou todo o dia, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa.

Caso o acordo de princípio seja frustrado, a ministra da Presidência esclareceu que o Conselho de Ministros reunir-se-á "imediatamente" para aprovar a nacionalização da companhia aérea.