Economia

Plenário de trabalhadores suspende ligações fluviais da Transtejo entre Lisboa e a Margem Sul

Entre as 14h30 e as 15h30 nenhum barco fez a travessia.

As ligações fluviais da Transtejo entre Lisboa e a Margem Sul estiveram suspensas durante a tarde de quarta-feira por causa de um plenário de trabalhadores.

Apenas a ligação entre o Barreiro e o Terreiro do Paço, assegurada pela Soflusa, esteve a funcionar.

As restantes são da responsabilidade da Transtejo e sempre que há um plenário dos trabalhadores, o serviço regular é interrompido.

Negociações com a administração estão paradas

Os trabalhadores estiveram reunidos por causa da negociação das carreiras com a administração que pararam por causa da pandemia.

Pedem melhores condições de trabalho, aumentos de salários e a contratação de mais profissionais.

Utentes da Transtejo protestam na Trafaria contra redução de horários das carreiras

Utentes da Transtejo estiveram durante a manhã desta quarta-feira junto à estação fluvial da Trafaria, em Almada, em protesto contra a redução de horários da carreira Trafaria/Porto Brandão/Belém.

Em declarações à agência Lusa, João Horta, representante do movimento contra a redução de horários da carreira Trafaria/Porto Brandão/Belém, explicou que o protesto está decorrer "de forma simbólica e pacífica" com a entrega de panfletos à população e com o cumprimento de todas as regras de segurança devido à pandemia de Covid-19.

A Transtejo assegura as ligações fluviais entre o Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão, no distrito de Setúbal, e Lisboa.

João Horta contou à Lusa que a Transtejo durante a fase de confinamento devido à pandemia do Covid-19 reduziu os horários de todas as carreiras que ligam as margens do Tejo.

No entanto, até dia 8 de junho todas as carreiras viram os seus horários voltar à normalidade, exceto a ligação Trafaria/Porto Brandão/Belém.