Economia

Francisco Louçã e João Talone demitiram-se do Conselho Consultivo do Banco de Portugal

A decisão foi comunicada em junho ao ex-ministro das Finanças, mas só agora foi conhecida.

Francisco Louçã, Francisco Murteira Nabo, João Talone e Luís Nazaré foram os escolhidos, em 2017, pelo então ministro Mário Centeno para o Conselho Consultivo do Banco de Portugal.

O mandato, que seria de três anos, estava quase no fim, mas a saída de Centeno das Finançase a anunciada transferência para o Banco de Portugal acabaram por precipitar a decisão.

Os quatro comunicaram a intenção de deixar o cargo. Francisco Louça e João Talone demitiram-se e não tencionam voltar. Já Fransico Murteira Nabo e Luís Nazaré puseram o lugar à disposição, mas podem vir a ser reconduzidos pelo novo ministro João Leão.

Centeno “tem todos os créditos para ser excelente governador do Banco de Portugal”

António Costa considerou que Mário Centeno é um excelente economista e que, por isso, é uma excelente escolha para o Banco de Portugal.

Declarações feitas numa conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, em São Bento, depois de ter sido questionado sobre a expectativa em relação à audição do ex-ministro das Finanças no Parlamento esta quarta-feira.

  • 0:57