Economia

Acusação sobre queda do Grupo Espírito Santo será conhecida nos próximos dias

Defesas têm prazos para pedir abertura de instrução.

A acusação do Ministério Público sobre a queda do Grupo Espírito Santo deve ser conhecida até quarta-feira. Ricardo Salgado é o principal arguido do processo, mas há outros antigos administradores do BES que vão ficar a saber se são acusados e de que crimes.

O ex-banqueiro é suspeito dos crimes de associação criminosa, burla qualificada, corrupção no setor privado, falsificação de documentos e branqueamento de capitais.

Nas últimas semanas, alguns dos principais arguidos voltaram a ser interrogados e foram confrontados com novos indícios.

É uma investigação que decorre desde 2014, altura em que o maior grupo económico do país ruiu.

MP e BdP pedem manutenção de multa de 75 mil euros a Salgado

O Ministério Público e o Banco de Portugal pediram esta segunda-feira ao Tribunal da Concorrência que mantenha a coima de 75.000 euros aplicada ao ex-presidente do BES no processo da compra de ações da ESFG pelo Grupo Alves Ribeiro.