Economia

Costa sublinha vontade do primeiro-ministro holandês em chegar a acordo 

Em causa está a recuperação económica da União Europeia.  

O primeiro-ministro português encontrou-se esta segunda-feira com homólogo holandês, Mark Rutte.

Após o encontro, António Costa disse que está mais satisfeito apesar de ainda haver vários pontos de divergência sobre o plano de recuperação económica para responder à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

A proposta da comissão prevê uma verba de 750 mil milhões de euros: 500 mil milhões em subsídios a fundo perdido e 250 mil milhões em empréstimos.

No plano revisto pelo presidente do Conselho Europeu mantém este valor, mas há também uma redução de 2% no orçamento comunitário para os próximos sete anos, que nas contas de Michel Barnier ficaria nos 1,07 biliões de euros.

Depois da Holanda, António Costa segue para Budapeste. Na terça-feira vai ser recebido pelo primeiro-ministro da Hungria. O objetivo é o mesmo: discutir um plano que António Costa quer fechado este mês.