Economia

Novo Banco vendeu imóvel avaliado em 36 mil euros por pouco mais de 2 mil

Segundo o jornal Público, a casa e o terreno foram vedidos a um preço muito inferior à avaliação feita pelas Finanças.

O Novo Banco nega vender imóveis "a desconto", como referiu no comunicado enviado às redações no início da semana, mas a investigação do jornal Público mostra que algumas casas foram vendidas a preços muito abaixo da avaliação feita pelas Finanças.

Dá o exemplo de um imóvel, em Ferreira do Zêzere, que a Autoridade Tributária avalia em 36 mil euros mas que a instituição liderada por António Ramalho vendeu por 2.145 euros.

Segundo o jornal Expresso, o Fundo de Resolução deu luz verde às operações que geraram perdas. Das 194 transações propostas pelo Novo Banco até março, o Fundo opôs-se apenas a 12%.

Veja também:

  • Investir agora na infância para poupar no futuro

    Desafios da Mente

    Assegurar o desenvolvimento saudável de todas as crianças é essencial para as sociedades que procuram alcançar o seu pleno potencial sanitário, social e económico. A prevenção da adversidade precoce deve ser uma preocupação diária e não apenas assunto no mês de abril, mês Internacional da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância. Os Governos, as famílias, as comunidades e as organizações devem ser envolvidas a fim de alcançar estes objetivos.