Economia

"Em Portugal, existe um certo preconceito de que as empresas têm prazer em despedir" 

As declarações do presidente da CCP.  

João Vieira Lopes, presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, esteve esta quarta-feira na Edição da Noite, da SIC Notícias, para falar sobre as rescisões por mútuo acordo em lay-off.

O presidente da CCP considera que existe "um certo preconceito" em Portugal de que as empresas "têm prazer em despedir".

"As empresas precisam das pessoas para trabalhar. As pessoas é que fazem funcionar as empresas."

João Vieira Lopes defende que o lay-off simplificado, que "garantiu muitos empregos", deveria manter-se pelo menos até ao final de setembro, apesar de "alguns percalços que houve na aplicação prática".

O presidente diz ainda que o método de rescisões amigáveis que está a ser aplicado por algumas empresas, é a solução viável para que sobrevivam.