Economia

PS propõe constituição de uma "comissão parlamentar de inquérito às perdas registadas pelo Novo Banco"

"Esta comissão parlamentar de inquérito é necessária porque há dúvidas que permanecem", declarou o vice-presidente da bancada socialista.

O Partido Socialista vai propor a criação de uma comissão de inquérito ao Novo Banco.

Os socialistas querem um inquérito parlamentar centrado nas perdas do banco, desde que foi criado. Mas consideram que também devem ser analisadas algumas decisões tomadas no tempo do BES.

"Queremos que essa comissão parlamentar de inquérito sobre o Novo Banco tenha um objeto o mais amplo possível e que se parta para ela sem conclusões antecipadas. Esta comissão parlamentar de inquérito é necessária porque há dúvidas que permanecem", declarou o vice-presidente da bancada socialista, João Paulo Correia, em conferência de imprensa, na Assembleia da República.

João Paulo Correia referiu que o PS decidiu avançar para a constituição de uma comissão parlamentar de inquérito após uma reflexão, tendo sobretudo em conta os resultados da mais recente auditora realizada ao Novo Banco, a resposta ao Governo da Procuradoria Geral da República sobre a alegada alienação de imóveis "ao desbarato", mas também os resultados das audições parlamentares ao presidente do Novo Banco, António Ramalho, e ao Fundo de Resolução.

"Entendemos que se justifica uma comissão parlamentar de inquérito sobre as perdas do Novo Banco desde a sua fundação. Queremos que a comissão de inquérito se debruce sobre a medida de resolução [de agosto de 2014], o perímetro dessa resolução, o ativo e o passivo que foi decidido passar do BES para o Novo Banco, bem como sobre a venda que falhou em 2016."

Veja também: