Economia

Ocupação hoteleira no Algarve caiu 40% em setembro 

Quebra deve-se sobretudo à quarentena imposta por Inglaterra. 

Os efeitos da pandemia continuam a sentir-se no turismo. Em setembro, a ocupação hoteleira no Algarve caiu 40% quando comparando com o ano anterior.

A quarentena obrigatória imposta pelo Governo britânico a quem regresse de Portugal é a principal responsável pela quebra. O mercado britânico foi o que mais contribuiu para esta descida, seguido pelo irlandês e alemão.

Pelo contrário, o setor registou um aumento de 36% de turistas nacionais, o que significa que neste momento representam quase metade das dormidas.

Desde o início do ano que a ocupação de camas no Algarve desceu mais de 55%.