Economia

Administrador não executivo anuncia saída da administração da Global Media

O grupo de comunicação social detém títulos como o Diário de Notícias e Jornal de Notícias.

O administrador não executivo do Global Media Paulo Rego anunciou este sábado a saída da administração de um dos maiores grupos de comunicação social portugueses, detentor de títulos como Jornal de Notícias e Diário de Notícias.

"Fiz a minha parte nesta administração. Chegou a altura de me demitir. A KNJ acredita no futuro desta companhia, mas não está diretamente envolvida nas atuais circunstâncias", escreveu Rego, representante da companhia de Macau KNJ, do empresário Kevin Ho, na carta enviada ao conselho de administração e à qual a Lusa teve acesso.

"A empresa encontrou o caminho para o futuro, com um novo acionista que traz uma nova força ao GMG [Global Media Group]. Já não depende de mim", acrescentou na missiva, escrita em inglês, numa referência à entrada do empresário Marco Galinha, proprietário do grupo Bel.

Em setembro, a Global Media, que detém ainda a rádio TSF, entre outros títulos, anunciou a conclusão de um acordo com o grupo Bel do empresário Marco Galinha para a entrada como acionista de referência no GMG.

De acordo com a imprensa, Marco Galinha terá ficado a deter 40% daquele grupo de media.

Atualmente, o conselho de administração do GMG, que detém 23,36% da agência de notícias Lusa, é dirigido atualmente por José Pedro Soeiro, no cargo desde a saída de Daniel Proença de Carvalho, em agosto.

O grupo Bel foi fundado em 2001 por Marco Galinha e tem atividades em vários setores, entre os quais máquinas de venda automática e aeronáutica, e entrou nos 'media' em 2018, através de O Jornal Económico.

Fundador e diretor-geral do semanário bilingue (português-chinês) Plataforma de Macau e do 'site' Plataforma Media, Paulo Rego esteve na administração do GMG entre novembro de 2017 até à demissão, agora anunciada.