Economia

Global Media, proprietária do DN, JN e TSF, avança com despedimento coletivo

Grupo vai rescindir com 81 trabalhadores.

A Global Media, grupo que detém os jornais Diário de Notícias e Jornal de Notícias e a rádio TSF, entre outros, vai avançar com um despedimento coletivo que abrange 81 trabalhadores.

A notícia é avançada pelo Expresso, que cita um comunicado enviado esta sexta-feira pela administração do grupo aos funcionários.

A Global Media justifica o despedimento coletivo com a "(...) evolução acentuadamente negativa do mercado dos media", que "(...) precipitou os meios de comunicação social numa crise sem precedentes a que importa responder com fortes medidas de contenção (...) uma opção difícil, mas inadiável: iniciar um processo de despedimento coletivo que abrange 81 colaboradores, 17 dos quais jornalistas, em diferentes áreas da empresa".

"É, pois, responsabilidade da Administração assumir a urgência de respostas adequadas, tornando-se indispensável ir mais longe nos objetivos de restruturação, de modo a ultrapassar os obstáculos de mercado e de conjuntura. Naturalmente, que além desta medida, tão difícil, outras foram e serão tomadas", pode ler-se no comunicado.

O documento não refere quais as publicações afetadas por este despedimento.

Em abril, a Global Media informou que ia entrar em processo de lay-off, abrangendo 538 trabalhadores, para defender a sua sustentabilidade e os "seus quase 700 postos de trabalho diretos".

Já em setembro, a Global Media anunciou a conclusão de um acordo com o grupo Bel do empresário Marco Galinha para a entrada como acionista de referência no GMG.

O conselho de administração do grupo é atualmente dirigido por José Pedro Soeiro, no cargo desde a saída de Daniel Proença de Carvalho, em agosto.

  • 1:44