Economia

Proprietários de restaurantes em protesto no Porto. “O Governo corta-nos as pernas”

Contra o recolher obrigatório a partir das 13h00 ao fim de semana.

Os proprietários de restaurantes estão esta segunda-feira em protesto no Porto, numa marcha lenta de carro e a pé, contra o recolher obrigatório imposto pelo Governo a partir desta segunda-feira e por 15 dias, sobretudo ao fim de semana a partir das 13h00.

A repórter da SIC Maria José Mendes falou com o proprietário de dois restaurantes, um em Matosinhos e outro em Gondomar, que considera a medida “um absurdo” até porque é ao fim de semana que o setor da restauração mais trabalha. Para este empresário, o fim de semana representa 70% da faturação.

“O Governo corta-nos as pernas de um momento para o outro. Quinze dias a minha empresa ainda aguenta, mas se isto continua vai ficar complicado”, conta, explicando que não sabe como vai pagar o salário dos mais de 30 funcionários dos seus restaurantes.

É esperado que o protesto, que já esteve junto à Câmara Municipal do Porto, avance para o Túnel de Ceuta e de seguida para a VCI.

Veja também: