Economia

Bruxelas acusa Amazon de violar as regras europeias de concorrência

A empresa norte-americana rejeitou as acusações.

Bruxelas acusa a Amazon de violar as regras europeias de concorrência e de distorcer a concorrência no mercado a retalho online. O processo não está, no entanto, concluído e a Comissão Europeia espera agora por uma resposta da Amazon.

As acusações são o mais recente esforço dos reguladores europeus para conter o poder das grandes empresas de tecnologia.

A Comissão Executiva da UE também abriu uma segunda investigação esta terça-feira para saber se a Amazon favorece ofertas de produtos a comerciantes que usam o seu sistema de logística e entrega.

A investigação da UE descobriu que a Amazon acede e analisa dados em tempo real de fornecedores que vendem produtos na plataforma para decidir que novos produtos vai lançar e comovai definir os preços.

A Amazon enfrenta uma possível multa de até 10% da receita anual mundial.