Economia

Orçamento da UE. Costa rejeita possibilidade de reabrir acordo alcançado em julho 

Em causa está a posição de bloqueio da Hungria e Polónia a um acordo final sobre fundo de recuperação e orçamento comunitário.  

António Costa reuniu-se esta quarta-feira, por videoconferência, com o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli.

No final do encontro, o primeiro-ministro rejeitou a possibilidade de reabrir o acordo alcançado em torno do orçamento comunitário, em resposta ao impasse com a Hungria e com a Polónia.

"Acordos fechados são acordos concluídos e não podem ser reabertos. Podemos trabalhar sobre esses acordos, mas não podemos reabrir esses acordos", declarou António Costa em conferência de imprensa, depois de questionado sobre a posição de bloqueio da Hungria e Polónia a um acordo final sobre fundo de recuperação e orçamento da União Europeia.

António Costa falava a partir do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, numa conferência de imprensa conjunta com o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli.