Economia

Orçamento da UE. Costa rejeita possibilidade de reabrir acordo alcançado em julho 

Em causa está a posição de bloqueio da Hungria e Polónia a um acordo final sobre fundo de recuperação e orçamento comunitário.  

António Costa reuniu-se esta quarta-feira, por videoconferência, com o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli.

No final do encontro, o primeiro-ministro rejeitou a possibilidade de reabrir o acordo alcançado em torno do orçamento comunitário, em resposta ao impasse com a Hungria e com a Polónia.

"Acordos fechados são acordos concluídos e não podem ser reabertos. Podemos trabalhar sobre esses acordos, mas não podemos reabrir esses acordos", declarou António Costa em conferência de imprensa, depois de questionado sobre a posição de bloqueio da Hungria e Polónia a um acordo final sobre fundo de recuperação e orçamento da União Europeia.

António Costa falava a partir do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, numa conferência de imprensa conjunta com o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli.

  • A árdua experiência com a sustentabilidade 

    Mundo

    E se alguém lhe dissesse que passaria a viver num quarto, com eletricidade apenas para pequenos utensílios domésticos, sem aquecimento central, ar condicionado ou água quente. Teria apenas três conjuntos de roupa, sem máquina de lavar ou secar, faria dieta local sem produtos de origem animal e não andaria de automóvel nem de avião?

    Opinião

    João Abegão