Economia

CGTP insiste na subida do salário mínimo para os 850 euros

Defende que aumento é viável a curto prazo.

O Governo propõe 665 euros para o salário mínimo nacional, o que corresponde a um aumento de 30 euros.

No entanto, a CGTP defende 850 euros como o valor mínimo e diz que esse valor é viável no curto prazo.

Quanto ao plano de reestruturação da TAP, a CGTP defende uma negociação mais firme com a União Europeia. Pede ainda uma garantia dos postos de trabalho.