Economia

Desemprego recua para 7,5% em outubro face a setembro mas mantém subida homóloga

A população desempregada foi estimada em 387 mil pessoas.

A taxa de desemprego recuou em outubro para os 7,5%, menos 0,4 pontos percentuais do que em setembro, mas mais 1,0 ponto percentual do que no mesmo mês de 2019, segundo dados anunciados esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com as estimativas mensais do desemprego, os dados provisórios apontam ainda para que a taxa de desemprego (segundo o conceito da Organização Internacional de Trabalho) tenha continuado a descer em novembro em termos mensais para os 7,2%, menos 0,3 pontos do que que no mês precedente e mais 0,5 pontos percentuais em termos homólogos.

O INE refere que, segundo os resultados finais de outubro, a população desempregada foi estimada em 387 mil pessoas, tendo diminuído 4,9% (20,1 mil) em relação a setembro e aumentado 14,8% (49,8 mil) por comparação com outubro de 2019.

A taxa de desemprego de jovens foi estimada em 24,7% e aumentou 0,4 pontos percentuais, relativamente ao mês precedente.

A taxa de desemprego dos adultos situou-se, por sua vez, em 6,3% e diminuiu 0,5 pontos percentuais por comparação com a taxa de setembro de 2020.

A taxa subutilização de trabalho -- um indicador que agrega a população desempregada, o subemprego de trabalhadores a tempo parcial, os inativos à procura de emprego, mas não disponíveis e os inativos disponíveis, mas que não procuram emprego - situou-se em 14,9% em outubro, menos 0,5 pontos percentuais do que no mês anterior e mais 2,4 pontos percentuais do que um ano antes.

A população empregada, por sua vez, aumentou 0,8% relativamente ao mês anterior, mas diminuiu 1,7% quando comparada com a do mesmo mês de 2019.

Em relação a novembro, os dados provisórios do INE indicam que a população empregada aumentou 0,6% em relação ao mês anterior, tendo diminuído 0,9% relativamente ao mesmo mês de 2019.

A população desempregada diminuiu 3,1% em relação a outubro de 2020, tendo aumentado 8,1% por comparação com novembro de 2019.

A taxa de desemprego situou-se em 7,2%, menos 0,3 pontos percentuais do que no mês precedente e mais 0,5 pontos percentuais do que no mês homólogo de 2019.

A taxa subutilização de trabalho em novembro, por sua vez, terá se situado em 14%, valor inferior em 0,9 pontos percentuais ao do mês anterior e superior em 1,5 pontos percentuais ao do mesmo mês de 2019.

Segundo o INE, a diminuição mensal da taxa de subutilização do trabalho em novembro terá resultado da diminuição de todos os indicadores que a compõem, com destaque para o número de inativos disponíveis mas que não procuram emprego (menos 8,9%).