Economia

Motoristas de mercadorias queixam-se de serem pressionados a fazer tarefas que não lhes competem

Como as cargas e descargas.

Há um novo descontentamento entre os motoristas de mercadorias. Queixam-se de estarem a ser pressionados para fazerem tarefas que não lhes competem, incluindo cargas e descargas. O sindicato concorda e sugere aos profissionais que recusem esse trabalho adicional.

A SIC contactou o grupo Jerónimo Martins e a SONAE MC para falarem sobre esta situação e ambos remeteram a resposta para a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED). Em comunicado, a APED reitera o integral cumprimento de todos os requisitos e enquadramento legislativo em vigor no acordo de quadro das cargas e descargas. Diz que aguarda pelo cumprimento da legislação que o Ministério das Infraestruturas está a preparar sobre a matéria.

O Governo anunciou em fevereiro que irá começar a regular as cargas e descargas e o tempo de espera dos motoristas de mercadorias. Até lá, os sindicatos prometem usar todas as formas de luta pelo cumprimento do acordo das tarefas.

  • 2:33