Economia

Morreu Bernie Madoff, o mentor do maior esquema em pirâmide da história

Mario Tama

Estava preso desde 2008.

O empresário Bernard "Bernie" Madoff, responsável pelo maior esquema em pirâmide de sempre, morreu esta quarta-feira, aos 82 anos.

A notícia é avançada pela agência noticiosa Associated Press, que refere que Madoff morreu numa prisão federal em Butner, no estado da Carolina do Norte.

Madoff foi preso no final de 2008 devido a um esquema de fraude em pirâmide, conhecido por Ponzi, com o qual a sua empresa desviou cerca de 65 milhões de dólares (perto de 59 milhões de euros).

Em fevereiro do ano passado, o empresário, que cumpria uma pena de 150 anos por ter cometido aquela que foi considerada a maior fraude fiscal de sempre, disse que estava a morrer devido a insuficiência renal e pediu para ser libertado antecipadamente.

De acordo um documento que foi apresentado pelos seus advogados, Madoff, que dizia sofrer de uma doença renal em estado terminal, para além de ter hipertensão e dificuldades cardíacas, teria "menos de 18 meses de vida".

Madoff recusou-se a fazer diálise e, no verão passado, foi transferido para uma unidade de cuidados paliativos no centro médico da prisão da Carolina do Norte, onde cumpria a sua sentença.

Shannon Stapleton

Oriundo de uma família modesta de judeus do bairro nova-iorquino de Queens, Bernard Madoff fundou uma corretora quando ainda estava na universidade, no fim dos anos 50.

Representava uma nova geração de financeiros, mais modernos, que capitalizavam o desenvolvimento informático.

Louis Lanzano

Depois de se ter tornado uma figura de Wall Street, oferecia, além dos serviços de corretagem (compra e venda de títulos por conta de clientes), um veículo de investimento que rapidamente se tornou um sucesso.

Um número crescente de investidores institucionais e de particulares com fortunas confiaram-lhe milhares de milhões de dólares para gerir, atraídos pela promessa de um rendimento elevado e estável, num universo financeiro por definição imprevisível.

As somas reclamadas pelos investidores que recorreram à justiça após ter rebentado o escândalo atingiram mais de 17 mil milhões de dólares e as perdas para clientes chegaram a 65 mil milhões de dólares, segundo as autoridades.

O fundo de recuperação destinado a compensar as vítimas desta fraude pagou até agora 2,7 mil milhões de dólares.

Madoff foi detido em dezembro de 2008 e três meses depois declarou-se culpado de 11 delitos económicos. Foi enviado para a prisão, com uma sentença de 150 anos.

"Lamento muito e estou profundamente arrependido", disse o investidor ao admitir a sua culpa num tribunal federal de Manhattan.