Economia

Plenário dos trabalhadores da TAP. Será discutida a situação laboral da empresa

Rafael Marchante

No ano passado, a companhia teve prejuízos que ascenderam a 1.230,3 milhões de euros, sobretudo por causa da pandemia.

Os trabalhadores da TAP realizam hoje um plenário geral para debater a situação laboral da empresa e a defesa dos postos de trabalho.

Recentemente, a empresa e todos os sindicatos chegaram a um entendimento para a implementação de acordos de emergência que preveem cortes nos salários e a saída de trabalhadores.

Em 2020, a companhia teve prejuízos que ascenderam a 1.230,3 milhões de euros, um agravamento superior em 12 vezes às perdas de 95,6 milhões de 2019.

No ano passado a companhia voltou ao controlo do Estado, que passou a deter 72,5% do seu capital, depois de a companhia ter sido severamente afetada pela pandemia e de a Comissão Europeia ter autorizado um auxílio estatal de até 1.200 milhões de euros à transportadora aérea de bandeira portuguesa.