Economia

BCP lança programa de saídas negociadas que pode atingir até mil trabalhadores 

Hugo Correia

O banco tem cerca de sete mil profissionais em Portugal e mais de 10 mil nas operações internacionais.

O BCP vai lançar um programa de saídas negociadas que pode chegar a mil trabalhadores. Mas se os objetivos não forem cumpridos, a administração admite fazer rescisões unilaterais, isto é, despedimentos.

O anúncio do programa de saídas foi feito através de uma mensagem enviada aos trabalhadores pelo presidente executivo do banco, a que a SIC teve acesso.

Miguel Maya refere na mensagem que o Millennium BCP tem um quadro de pessoal acima da média dos bancos de dimensão equivalente, embora sem quantificar as saídas.

Os sindicatos, que já começaram a ser contactados pela administração, apontam para cerca de mil postos de trabalho a menos.

O período de negociação estará aberto de 16 de junho até 18 de agosto, seguindo-se depois, já no final de setembro, a eventual aplicação de medidas unilaterais se os objetivos de redução de pessoal não tiverem sido cumpridos.

O BCP tem cerca de sete mil profissionais em Portugal e mais de 10 mil nas operações internacionais.