Economia

Trabalhadores da cortiça cumprem dia de greve em protesto contra a proposta de aumento salarial

Patrões propõem aumento de 10 euros.

Os trabalhadores da cortiça cumprem esta terça-feira um dia de greve como forma de protesto contra a proposta de aumento salarial para o setor. O que foi proposto representa um aumento inferior a 50 cêntimos por dia.

O setor corticeiro teve lucros assinaláveis, mesmo nos períodos mais duros da pandemia. Os trabalhadores acalentavam a esperança de serem recompensados pelo esforço.

A concentração de operários junto à Associação Patronal em Lamas e a greve no setor servem para pressionar as negociações que vão voltar a sentar à mesa, na próxima quinta-feira, os patrões e os representantes dos trabalhadores.