Economia

Turistas não residentes em Portugal caem 73,7% em 2020, para 6,5 milhões

Pedro Nunes

Em 2020 registaram-se 11,7 milhões de hóspedes e 30,3 milhões de dormidas.

Portugal recebeu 6,5 milhões de turistas não residentes em 2020, uma quebra "sem precedentes" de 73,7% face ao ano anterior (após o aumento de 7,9% em 2019) resultante da pandemia, informou esta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo as "Estatísticas do Turismo 2020" do INE, Espanha manteve-se como o principal mercado emissor de turistas internacionais, com uma quota de 28,5%, tendo registado um decréscimo de 70,5% em 2020.

Considerando a generalidade dos meios do alojamento turístico (hotelaria, turismo no espaço rural/habitação, alojamento local, campismo e colónias de férias e pousadas da juventude), em 2020 registaram-se 11,7 milhões de hóspedes e 30,3 milhões de dormidas, traduzindo-se em diminuições de 60,4% e 61,1%, respetivamente (depois das subidas de 7,4% e 4,3%, pela mesma ordem, em 2019).

Veja também: