Economia

Plano de Recuperação português recebe a luz verde final esta terça-feira

A primeira tranche vale cerca de 1.800 milhões de euros a fundo perdido.

O Plano de Recuperação português recebe a luz verde final esta terça-feira. Depois da validação da Comissão Europeia em meados de junho, o plano será agora aprovado pelos ministros das Finanças dos 27.

No total, são 12 os planos nacionais que vão ser aprovados: incluindo o espanhol, alemão e o francês.

A aprovação dos ministros é fundamental e permite que a Comissão Europeia possa avançar com as primeiras transferências para os cofres nacionais ainda durante o mês de julho. A primeira tranche do plano português vale cerca de 1.800 milhões de euros a fundo perdido.

Já o plano de recuperação da Hungria continua a não passar na Comissão Europeia. Bruxelas quer mais tempo para concluir a avaliação e pressiona Budapeste a tomar medidas para garantir o respeito pelo Estado de Direito.

"Eu espero que seja apenas uma questão de semanas. Mas, claro, não depende da vontade da Comissão. Identificámos uma série de problemas que estão ligados, como sabem, às nossas Recomendações Específicas que visam o ambiente empresarial, o Estado de direito e o mecanismo de contratação pública. Questões que têm de ser tidas em conta porque é isso que está no regulamento", explicou o comissário europeu da economia, Paolo Gentiloni.