Economia

Recorde absoluto. Eletricidade alcança esta quarta-feira o dia mais caro de sempre

Cha Ma Ratn Ta Payya / EyeEm

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

Nunca Portugal e Espanha tinham registado preços tão altos como o que ficou fechado para esta quarta-feira, 21 de julho.

O preço da eletricidade que esta terça-feira está a ser produzida na Península Ibérica é o mais alto desde que Portugal e Espanha arrancaram com um mercado ibérico, o Mibel, em 2007. Mas antes de esse mercado começar, havia ainda um registo histórico, de 2002, com preços mais altos. Havia. Mas a plataforma onde produtores e comercializadores transacionam energia para o dia seguinte acaba de bater esse recorde e levar o preço da eletricidade na Península Ibérica para um patamar inédito.

Segundo o Omie, o operador do mercado de contratos para o dia seguinte, o preço médio para esta quarta-feira, 21 de julho, ascenderá a 106,57 euros por megawatt hora (MWh), novo recorde absoluto, que bate os 101,8 euros desta terça-feira, mas também o máximo histórico registado em Espanha em 11 de janeiro de 2002, de 103,76 euros por MWh.

Este novo recorde ocorrerá num dia (quarta-feira) que será marcado por uma diminuição da produção eólica disponível, que implicará um maior recurso à produção das centrais de ciclo combinado alimentadas a gás natural, combustível que tem estado com níveis de preço também elevados, e com custos com licenças de emissão de dióxido de carbono igualmente caras.

De acordo com os dados do Omie, esta quarta-feira não haverá nenhuma hora com preço grossista abaixo dos 100 euros por MWh. E haverá alguns períodos do dia em que o custo da eletricidade no mercado ibérico ultrapassará os 110 euros por MWh.

No resto da Europa os preços grossistas da eletricidade estão também com valores elevados. Em Itália o preço médio para quarta-feira ascende a 103,7 euros por MWh, em França será de 91 euros e na Alemanha ronda os 90 euros por MWh, segundo os dados da plataforma Energylive.

  • 1:57