Economia

"A uma crise não se responde com austeridade". Primeiro-ministro promete apoiar rendimentos, emprego e empresas

António Costa destacou o crescimento económico de 15,5% no segundo trimestre deste ano.

O primeiro-ministro garante que o combate à crise provocada pela pandemia não pode passar pela austeridade.

Em Vila do Conde, na apresentação dos candidatos autárquicos do PS no distrito do Porto, António Costa disse que "passado ano e meio, nós já temos tempo suficiente para comparar a forma como respondemos a esta crise e a resposta que foi dada à crise anterior. Para, de uma vez por todas, mais ninguém ter dúvidas que a uma crise não se responde com austeridade mas, pelo contrário, a uma crise responde-se com solidariedade, para apoiar os rendimentos, emprego e empresas".


  • 2:29