Economia

Indústria portuguesa em julho foi a única na UE a cair face ao ano passado

Produção industrial na União Europeia cresceu 8,3% em julho em termos homólogos, com todos os Estados-membros a crescer, excepto Portugal

Portugal registou uma variação mensal de 3,5% na produção industrial em julho de 2021, a terceira variação mais alta da União Europeia (UE) face ao mês anterior, mas foi o único país que revelou uma queda homóloga entre os 27 países, com o índice a recuar 0,1%.

A produção industrial aumentou 1,5% em junho face a julho na zona euro, anunciou o Eurostat esta quarta-feira. Na União Europeia, o aumento em cadeia foi de 1,4%.

Face a julho de 2020, a evolução foi de 7,7%, na zona euro, e de 8,3%, nos países da União Europeia, em mais uma mostra de recuperação face às quebras relacionadas com a pandemia.

O índice de produção industrial sazonalmente ajustado caíra em junho deste ano, 0,1% na zona euro e mantivera-se estável no conjunto da União Europeia.

Na comparação mensal, a produção de bens não-duradouros subiu, na zona euro, 3,5% em julho de 2021 face ao mês anterior, ao passo que a de bens de capital cresceu 2,7%, e a de bens duradouros, 0,6%.

Na União Europeia, face a junho de 2021, a produção de bens não-duradouros aumentou 2,8%; a de bens de capital, 2,4%; e a de bens duradouros caiu 0,2%.

Face ao período homólogo, na zona euro a produção de bens intermédios cresceu 11,2%, a de bens não-duradouros aumentou 10,1%; a de bens duradouros, 9,8%; e a de bens de capital, 5,9%.

Na União Europeia, a produção de bens intermédios cresceu 11,8%; a de bens não duradouros, 9,4%; a de bens duradouros, 8,9%; a de bens de capital, 6,3%.

  • 2:29