Economia

Caso Dielmar: trabalhadores manifestam-se às portas da empresa

Os trabahadores querem que a empresa seja viabilizada e a garantia do pagamento dos salários de outubro.

Os funcionários da empresa Dielmar, que abriu insolvência em agosto, concentraram-se esta quinta-feira em frente à sede da empresa, em Alcains. Exigem a ajuda do Estado para manter a empresa de confeções.

A manifestação foi convocada pelos trabalhadores não sindicalizados, mas os sindicatos estiveram presentes.

Os trabahadores querem que a empresa seja viabilizada e a garantia do pagamento dos salários de outubro.

Desde agosto que a Dilemar está em insolvência e mais de 240 trabalhadores com os postos de trabalho em risco.

Os ordenados foram garantidos no mês de agosto e setembro, através de um mecanismo de apoio extraordinário à retoma progressiva da atividade, mas o mês de outubro é uma incógnita.

A empresa de confeções tem décadas de história e é considerada um dos motores económicos da região de Castelo Branco. Os investidores têm isso em conta e, por isso, já há duas propostas e duas manifestações de interesse.

Mais de 355 credores reclamam uma dívida de quase 17 milhões de euros.

A assembleia está marcada para dia 26 de outubro, no Tribunal do Fundão.

VEJA TAMBÉM: