Economia

Transporte aéreo de passageiros atingiu em agosto máximos desde o início da pandemia

Desde março de 2020 que não havia tantos passageiros e voos nos aeroportos portugueses, prosseguindo uma tendência de crescimento iniciada no final de março deste ano.

Agosto foi o mês com mais passageiros e aterragens de aeronaves desde o início da pandemia em março de 2020, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta terça-feira, prosseguindo uma tendência de crescimento iniciada no final de março deste ano.

No total, entre embarques, desembarques e trânsitos, passaram pelos aeroportos portugueses 3,9 milhões de passageiros e aterraram 17,4 mil voos comerciais em agosto deste ano, uma subida de 76,3% e 39,9% face ao mês homólogo. Em média, desembarcaram diariamente 60 mil passageiros em agosto deste ano, quase o dobro da média de agosto de 2020, que se cifra nos 35 mil.

Contudo, estes valores ainda ficam abaixo dos números do último mês comparável sem pandemia. Em agosto de 2019, circularam mais 39,9% passageiros do que em 2021 e aterraram mais 25% aeronaves nos aeroportos nacionais.

O transporte de carga e correio recuperou também face a 2020, mas ainda está abaixo dos valores de agosto de 2019. Em agosto deste ano, foram movimentadas 16,1 mil toneladas, mais 55,3% face ao mês homólogo e menos 5,2% face a agosto de 2019.

Nos primeiros oito meses do ano, o número de passageiros cifrou-se nos 12,2 milhões, 9,2% aquém do registado no mesmo período de 2020, e 70,1% face a 2019. Segundo o INE, neste período foi de França que partiram e chegaram a maioria dos passageiros, com o Reino Unido e a Alemanha a ocuparem, com distância, o segundo e terceiro lugares.