Economia

PSI-20. Jerónimo Martins afunda 12% após venda de acionista histórico

O principal índice português afundava quase 2% na sessão desta terça-feira com uma grande queda na cotação da retalhista.

O principal índice português abriu em queda de 1,66% para os 5683,58 pontos, em contraciclo com o resto da Europa, que negociava em alta no arranque da sessão desta terça-feira.

A Jerónimo Martins caía 11,48% para os 19,20 euros depois de ter sido anunciada a venda de uma participação de 5% de um acionista histórico da retalhista, a holandesa Asteck, por 621 milhões de euros.

A valorizar estavam a Semapa e a Galp Energia, crescendo 2,14% e 1,11%, respetivamente, encabeçando os ganhos. A holding dona da Navigator cotava nos 12,40 euros, ao passo que a energética alcançava os 8,92 euros por ação.

A EDP Renováveis, entretanto, crescia 0,97% para os 22,94 euros, ao passo que a EDP, casa-mãe, apresentava uma ligeira perda de 0,02% para os 4,84 euros.

A Ibersol, que apresentou na segunda-feira os resultados do seu aumento de capital, cotava inalterada nos 5,18 euros.

Na Europa, o Stoxx 600 crescia, há momentos, 0,31% numa altura em que as perspetivas de inflação continuam em foco, já se antecipando um ciclo de aumento dos preços mais prolongado.