Economia

Sindicato da hotelaria acusa Governo de compactuar com precariedade no setor

Loading...
Sindicato dos Trabalhadores da Hotelaria do Centro realiza esta terça-feira uma ação de protesto.

O Sindicato dos Trabalhadores da Hotelaria do Centro realiza esta terça-feira uma ação de protesto junto de hotéis e restaurantes na Figueira da Foz para reclamar melhores salários e condições de trabalho.

Só na região da Figueira da Foz existem mais de 50 mil pessoas empregadas no setor da restauração, motivo que levou o Sindicato da Hotelaria do Centro a promover esta terça-feira um protesto na cidade. Os baixos salários, as muitas horas de trabalho e as fracas condições laborais são os grandes motivos que levaram os trabalhadores à rua. Trabalhadores esses que alegam não existir falta de mão-de-obra, ao contrário do que muitos empregadores afirmam.

O sindicato garante que este não é um ramo profissional atrativo, o que faz com que o setor perca cada vez mais trabalhadores, nomeadamente jovens que não se sentem atraídos para trabalhar no ramo.

"O que acontece aqui é uma tentativa de economia informal e fuga aos impostos. Este setor não pode viver assim temos de ter qualidade de serviços ", diz António Baião, representante sindical.

Os profissionais da área que se encontram em protesto atiram culpas para o Governo por compactuar e por nada fazer contra a precariedade no setor. Tendo em conta todas as reivindicações dos trabalhadores, o Sindicato da Hotelaria do Centro tem promovido várias manifestações na região centro. Protesto esses que poderão levar a uma manifestação nacional e até a uma greve no setor.

Últimas Notícias
Mais Vistos