Economia

Subida de rendas: inquilinos pedem travão, proprietários não aceitam eventual congelamento

Loading...
Os valores das rendas podem vir a aumentar mais de 5% no próximo ano, segundo dados do INE.

As rendas de casa poderão aumentar 5,43% em 2023. Um valor contestado pelos inquilinos, que pedem ao Governo que trave esta possibilidade. Os proprietários estão contra um eventual congelamento das rendas.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou que as rendas podem crescer até 5,43% em 2023 e os inquilinos consideram este valor insustentável para muitas famílias e empresas.

A Associação dos Inquilinos Lisbonenses alega que a taxa de esforço já é elevada e pede que o Governo intervenha, seguindo o exemplo do que aconteceu em Espanha.

Os proprietários não aceitam o eventual congelamento das rendas e também imputam ao Executivo a responsabilidade de apoiar quem estiver em dificuldades.

A Associação Nacional de Proprietários alega que nem todas as famílias necessitarão de ajuda, por isso, uma lei travão para todos não fará sentido.

Dita a lei que o valor das rendas está sujeito a atualizações anuais que se aplicam de forma automática em função da inflação. O aumento só é válido depois do aviso publicado em Diário da República, até 30 de outubro de cada ano.

Últimas Notícias
Mais Vistos