Economia

"É inaceitável e incompreensível": Administração Pública pede maiores aumentos salariais

Loading...
Federação de Sindicatos da Administração Pública Sublinha que o aumento de dois por cento anunciado pelo Governo é insuficiente.

A Federação de Sindicatos da Administração Pública pede negociações sérias para o aumento dos salários. Sublinha que o aumento de dois por cento anunciado pelo Governo é insuficiente para repor o poder de compra.

O Governo está a trabalhar com um referencial de inflação em 2022 de 7,4%, mas António Costa já veio a público negar que os salários da Administração Pública irão sofrer um aumento proporcional de 7,4%. O primeiro-ministro apontou para um aumento salarial de 2%, valor esse visto como insuficiente pela Federação de Sindicatos da Administração Pública.

Segundo refere José Abraão, Secretário-Geral desta entidade, a proposta do Governo “é inaceitável e incompreensível”, e não é suficiente para combater os efeitos causados pela constante escala de preços.

Fala ainda do descontentamento dos trabalhadores face a esta situação e deixa apenas um aviso: “Não podem haver portugueses de primeira e portugueses de segunda”.

Últimas Notícias
Mais Vistos