Economia

Acusado de truques nas pensões, ministro das Finanças garante transparência

Loading...
Medidas de apoio às famílias foram aprovadas esta quarta-feira na Assembleia da República.

O Parlamento deu "luz verde" às medidas anti-inflação, anunciadas pelo Governo. Entre elas está o pagamento de mais meia pensão agora em outubro e o corte no aumento previsto para o próximo ano. O ministro das Finanças garante que os números são claros e recusa as acusações de falta de transparência.

O Governo tem sido acusado de truques nas pensões ao anunciar um suplemento extra em outubro que, afinal corresponde, a metade do aumento que seria aplicado no próximo ano, se as reformas subissem ao nível da inflação como se previa.

O Executivo explicou depois que a medida é necessária para proteger a sustentabilidade da segurança social e apresentou as contas ao Parlamento.

Os deputados falam em novo truque e dizem que o Governo esconde informação

Transparência total, garante o ministro das Finanças, que continua a recusar previsões para 2024. Mas admite que pode ser necessária uma alteração à fórmula de cálculo das pensões.

O Parlamento já aprovou as medidas do pacote anti-inflação do Governo.

Além das mudanças nas pensões, avança também o travão às rendas em 2023, a descida do IVA da eletricidade e o apoio de 125 euros por adulto pago agora em outubro.

Últimas Notícias
Mais Vistos