Economia

Associação dos industriais de carne pede ao Governo para baixar IVA de vários produtos

Associação dos industriais de carne pede ao Governo para baixar IVA de vários produtos
fcafotodigital

Fiambre, salsichas e presunto são taxados a 23%.

A Associação Portuguesa dos Industriais de Carne (APIC) pediu ao Governo para rever a taxa de IVA aplicada aos produtos à base de carne para equilibrar a tributação face a outro tipo de alimentos.

O fiambre, salsichas, bacon ou presunto estão sujeitos a uma taxa de IVA de 23% por estarem incluídos na categoria de “preparados de carne”.

A associação explica que devem ser considerados "produtos à base de carne" para beneficiarem de uma redução do valor do IVA na venda ao consumidor.

Para o presidente da APIC não há uma distinção entre estas duas categorias.

Carlos Ruivo, presidente da APIC lembra que Portugal tem uma das taxas de IVA mais elevadas da UE para a comercialização de preparados e produtos à base de carne. Pede, assim, ao Governo que diminua o imposto, numa altura em que os portugueses se deparam com um baixo poder de compra.

Últimas Notícias
Mais Vistos