Economia

Hotéis no Algarve precisam de mais 8 mil trabalhadores para assegurar operação em 2023

Loading...
A conclusão é de um estudo encomendado pela principal associação do setor, que admite continuar a subir os salários.

Os hotéis e empreendimentos turísticos do Algarve têm de contratar entre 5 a 8 mil trabalhadores para assegurarem a operação ao longo de 2023.

A conclusão é de um estudo encomendado pela principal associação do setor, que admite continuar a subir os salários, que quase duplicaram nos últimos sete anos.

Começar a recrutar em Cabo Verde é um dos cenários. O Governo já anunciou vistos automáticos aos que decidirem vir para o Algarve. Mas, a escassez e o preço da habitação, podem travar o fluxo, tal como torna difícil recrutar dentro das fronteiras.

Para fazer face à inflação crescente, os hoteleiros pedem alívio fiscal sobre as empresas e a importação de Espanha do conceito de contrato intermitente: um sistema semelhante ao regime de lay off, no qual a segurança social assume o pagamento do salário nos períodos em que o trabalhador não é necessário.

O esforço para atrair mão-de-obra não é de hoje. O salário mínimo nacional vem deixando de ser a norma. O estudo estima que o salário médio no setor tenha atingido os 1.013 euros em 2022.

Últimas Notícias