Economia

Lidl aumenta quase 10% dos salários de entrada dos trabalhadores

Lidl aumenta quase 10% dos salários de entrada dos trabalhadores
Regis Duvignau
A cadeia alemã investe 8,4 milhões de euros dos quais 93% se destinam a colaboradores de lojas e entrepostos.

O Lidl vai aumentar os seus trabalhadores, num investimento de 8,4 milhões de euros, o que prevê uma subida de quase 10% nos salários de entrada, para 820 euros, indicou, numa nota hoje divulgada.

"Face ao atual contexto socioeconómico, o Lidl Portugal reforça agora a sua política de investimento nos colaboradores, anunciando um aumento salarial para todos os operadores de loja e entreposto: desta forma, o salário de entrada na empresa aumenta quase 10%, para os 820 euros, já a partir de janeiro de 2023, valor auferido no primeiro ano de trabalho - um aumento superior aos 7,8% definidos pelo Governo para o salário mínimo nacional em 2023, que se vai fixar nos 760 euros", referiu.

Além disso, "também os colaboradores nos restantes escalões da operação serão aumentados", indicou o grupo, referindo que "por exemplo, quem está no último escalão passará a receber 1.000 euros, usufruindo assim de um aumento de 100 euros, aos quais acrescem os subsídios de férias e Natal".

Por outro lado, "as posições que não tiverem uma atualização salarial receberão, pelo menos, 3% do valor bruto anual do seu vencimento, sob a forma de prémio, em março de 2023", destacou.

"Este aumento representa um investimento de 8,4 milhões de euros, dos quais mais de 93% são destinados aos colaboradores de lojas e entrepostos", referiu, salientando que "desta forma, o Lidl garante que todos os seus colaboradores veem melhoradas as suas condições salariais".

Segundo a empresa, a estes valores acrescem ainda "um seguro de saúde de referência, com um valor de mercado de 440 euros, com extensão ao agregado familiar em condições muito vantajosas, independentemente da sua carga horária" e o "pagamento de um subsídio de refeição de 7,63 euros/dia, que representa mais 150 euros/mês por colaborador".

Há 27 anos em Portugal, o Lidl conta com cerca de 9.000 colaboradores, distribuídos por 270 lojas, de norte a sul do país, e quatro direções regionais e entrepostos, além da sede, em Santo Tirso (Norte), Torres Novas

Últimas Notícias