Economia

Travão ao aumento das rendas poderá chegar aos novos contratos

Loading...

Opção está a ser avaliada pelo Governo após relatos de senhorios que não estão a renovar os contratos.

O Governo está a ponderar estender o travão à subida das rendas aos novos contratos. A possibilidade foi admitida pelo ministro das Infraestruturas. Pedro Nuno Santos recusa, ainda assim, que seja esta medida que está a levar os senhorios a não renovar os contratos.

“A não renovação e aumentos de preços em novos contratos muito altos não tem nada de ver com a travagem de 2% em vigor”, afirmou.

O ministro recusa fazer uma ligação direta, mas já há relatos de proprietários que se estão a opor à renovação dos contratos. Fazem novos, a preços mais elevados, e que não ficam limitados a uma subida de apenas 2%.

"Nós vamos avaliar a extensão da travagem aos novos contratos, com base nos preços dos contratos anteriores. Vamos fazer essa avaliação, porque obviamente é uma questão que nos preocupa", afirmou o governante.

Na sexta-feira, a Associação de Inquilinos Lisbonenses revelou que o travão ao aumento das rendas está a gerar um aumento dos despejos. Por dia, há registo de, pelo menos, 15 famílias que não conseguem pagar a renda, em Lisboa.

A Associação Rés do Chão diz que, em Lisboa, haverá 800 famílias em risco de despejo até ao final do ano, por não terem condições para pagar as rendas mais altas impostas com a renovação dos contratos.

A lei prevê que inquilinos e senhorios negociem o valor das rendas, mas findo o contrato, cabe ao proprietário indicar o novo valor pretendido e é esse regime de renda livre que está a tornar incomportável a situação para inúmeras famílias.

Últimas Notícias
Mais Vistos