Wikileaks

Suécia vai pedir a detenção de Julian Assange

Henry Nicholls

O fundador da WikiLeaks esteve refugiado na embaixada do Equador em Londres desde 2012, mas foi preso pelas autoridades britânicas no passado dia 11 de abril.

A procuradoria sueca anunciou hoje que vai emitir uma ordem de detenção de Julian Assange, fundador do WikiLeaks, que se encontra preso no Reino Unido.


"Eu vou emitir uma ordem de captura europeia", disse a procuradora Eva-Marie Persson, acrescentando que a decisão foi tomada na sequência de uma deliberação de um tribunal de Copenhaga que considera Assange "suspeito de violação".


O australiano de 46 anos enfrenta igualmente a extradição para os Estados Unidos, nomeadamente, pela difusão pública de informações militares secretas retiradas de um computador do Pentágono.


Eva-Marie Persson disse também que as autoridades do Reino Unido estão a deliberar se existe algum conflito jurídico entre o mandado de captura europeu e a questão da extradição para os Estados Unidos.


O caso da alegada violação de uma cidadã sueca que acusa Julian Assange foi relançado este mês pela Justiça de Copenhaga, depois de o fundador da rede WikiLeaks ter sido preso em Londres.

Lusa

  • As novas tabelas da ADSE
    2:35