Rumo à Lua

Lançamento de novo foguetão lunar adiado pela segunda vez

Loading...
Fuga de combustível levou ao adiamento

O lançamento do novo foguetão lunar SLS da NASA foi este sábado adiado pela segunda vez, devido a uma fuga de combustível detetada algumas horas antes da descolagem da missão de teste.

O adiamento acontece depois de na segunda-feira a descolagem ter sido cancelada por causa de problemas técnicos.

O lançamento poderá ser remarcado, mas as equipas da NASA terão de analisar todos os dados antes de decidirem uma nova data, apontando os técnicos para a próxima segunda-feira.

"A missão Artemis I à Lua foi adiada. As equipas tentaram resolver um problema relacionado com uma fuga no 'hardware' que transferia combustível para o foguetão, mas não tiveram êxito", escreve a agência espacial no Twitter.

O lançamento tinha uma "janela de oportunidade" que se abria às 19:17 de Lisboa, mas horas antes foi cancelado devido à fuga de combustível.

Na segunda-feira, o voo de teste do SLS, que tem acoplada no topo a nave Orion, que irá orbitar a Lua com três manequins a bordo, foi adiado devido a uma fuga de combustível, a uma falha numa válvula e ao insuficiente arrefecimento de um dos quatro motores principais.

Na terça-feira, a equipa técnica reuniu-se para analisar os dados e decidiu fazer a segunda tentativa de lançamento este sábado, o que acabou por não acontecer.

A última alunagem foi há cerca de 50 anos, em dezembro de 1972.

Em 2024, a NASA quer levar astronautas novamente para a órbita lunar.

O SLS, de 98 metros de altura, é o foguetão mais potente da NASA desde o Saturno V, que levou astronautas à Lua, entre 1969 e 1972, no âmbito do programa Apollo. Apenas astronautas norte-americanos, 12 ao todo, estiveram na Lua.

Tal como o Saturno V, o SLS não é reutilizável, pelo que terão de ser construídas novas unidades para novas missões.

Últimas Notícias
Mais Vistos