Acidente na Madeira

Empresa dona do autocarro quer que se apurem causas do acidente na Madeira

HOMEM GOUVEIA

Sociedade de Automóveis da Madeira quer que se apurem todos "os factos, causas e responsabilidades".

A empresa proprietária do autocarro acidentado esta quarta-feira na Madeira manifestou "profundo empenho" para que se apurem todos "os factos, causas e responsabilidades" e disponibilidade para colaborar com as autoridades.

Num comunicado enviado à agência Lusa, a SAM - Sociedade de Automóveis da Madeira, proprietária do autocarro que foi fretado pela Travel One, apresenta as "mais sentidas condolências, a todos os familiares e amigos das vítimas do mesmo".

"É nossa vontade e profundo empenho que se obtenha o absoluto apuramento de todos os factos, causas e responsabilidades do acidente e, desde já, manifestamos que daremos inteira colaboração às autoridades encarregues das investigações que se vão seguir", afirma.

A empresa manifesta ainda a "total solidariedade para com todas as pessoas feridas no acidente e que se encontram em cuidados hospitalares".

"Num momento de tanta dor estamos especialmente solidários com o sofrimento profundo de todos quantos foram atingidos por este acidente", acrescenta ainda.

Na conferência de imprensa, o vice-presidente do Governo Regional, Pedro Calado, já tinha destacado ser "prematuro" avançar com as causas deste acidente, salientando que se tratava de um autocarro recente "com cinco anos e aparentemente estava tudo bem" e que as viaturas na região são todas inspecionadas.

Pelo menos 29 pessoas morreram e 27 ficaram feridas hoje num acidente com um autocarro que transportava turistas alemães em Santa Cruz, na Madeira, segundo o serviço de proteção civil regional.

As vítimas mortais são todas alemãs.

Lusa