Acidente na Madeira

Equipa de medicina legal do Hospital Central do Funchal reforçada com peritos do continente

HOMEM GOUVEIA

Há 28 corpos que precisam de ser autopsiados e entregues às famílias.

Hospital espera concluir até sábado todo processo. A informação foi avançada, numa conferência de imprensa, esta manhã, no Hospital dr. Nélio Mendonça.

Tomasia Alves, presidente do Conselho de Administração do Serviço Regional de Saúde aproveitou para deixar elogios às equipas que acompanharam todo o processo.

O número de mortos do acidente aumentou para 29. Um dos feridos que se encontrava nos cuidados intensivos no hospital do Funchal, faleceu. Continuam internadas 19 pessoas e nove já tiveram alta, como explicou Miguel Reis, adjunto da direção do Hospital Central do Funchal.

As duas vítimas portuguesas foram submetidas a intervenções cirúrgicas e encontrar-se estáveis e conscientes.