Acidente na Madeira

Idoso que vivia na casa atingida pelo autocarro na Madeira vai ser realojado em pensão

HOMEM GOUVEIA

Pelo menos 29 pessoas morreram no acidente.

O idoso que vivia na casa atingida pelo autocarro com turistas na sequência de um despiste, no Caniço, vai ser realojado provisoriamente numa pensão, informou esta quinta-feira o Governo Regional da Madeira.

"A Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, através do Instituto de Segurança Social da Madeira (ISSM, IP-RAM), vai realojar, provisoriamente, numa pensão, um idoso que ficou desalojado na sequência do trágico acidente ocorrido ontem [quarta-feira] no Caniço, que atingiu a casa onde morava", revelou em comunicado.

A casa foi atingida pelo veículo e ficou sem condições de habitabilidade.

A Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais adiantou que foi "acionada a Linha de Emergência Social, hoje, dia 18 de abril, pelas 15:30 horas, tendo o Instituto de Segurança Social IP-RAM desencadeado os trâmites normais para realojar o idoso em causa".

Refere ainda que o idoso será também acompanhado em termos sociais, através do Serviço Local da Segurança Social da sua área de residência.

Pelo menos 29 pessoas morreram no acidente com um autocarro que transportava turistas alemães em Santa Cruz, na Madeira, na quarta-feira à tarde.

Uma das vítimas morreu no hospital central do Funchal, onde deram entrada 28 feridos, dois dos quais portugueses.

As vítimas mortais, 11 homens e 18 mulheres, são todas alemãs.

Lusa