Afeganistão

Família afegã com várias crianças detida pelos talibã por protestar contra o desemprego em Cabul

Família protesta contra os elevados níveis de desemprego no país.

Um ex-professor, a mulher e os filhos pequenos foram detidos na manhã desta quarta-feira, em Cabul, no Afeganistão, quando protestavam contra os elevados níveis de desemprego no país.

Vestida de branco - vestes tradicionalmente usadas em cerimónias fúnebre -, a família exigiu a reposição de milhares de postos de trabalho extintos nos últimos dois meses.

Centenas de professores perderam o emprego devido ao encerramento de escolas, numa altura em que as raparigas estão impedidas de frequentar os ensinos secundário e universitário.

Agravada pela seca, que ameaça deixar a quase totalidade da população numa situação de fome, a crise económica está entre os maiores desafios que os talibã têm pela frente.

Produtos básicos como farinha, arroz e combustível aumentam todos os dias e os bancos não têm dinheiro.

Mais de metade da população depende de ajuda humanitária, que a instabilidade dos últimos dois meses reduziu drasticamente.

Desesperados por partir, centenas de afegãos acorreram esta quarta-feira ao departamento de passaportes, encerrado há várias semanas.

Veja também: