Eleições Autárquicas

Autárquicas. CDU e PS com um ponto percentual de diferença em Almada

Nas ruas, as opiniões dividem-se sobre a prestação da socialista, Inês de Medeiros, atualmente no cargo.

Em 2017, a CDU perdeu um bastião ao fim de 41 anos. Câmara de Almada deixava de ser comunista nesse ano, com o poder conferido à socialista, Inês de Medeiros, por menos de 500 votos.

Maria das Dores Meira saiu de Setúbal para Almada para tentar recuperar o concelho para os comunistas.

Nas ruas, as opiniões dividem-se sobre a prestação da socialista atualmente no cargo e sobre o desfecho destas eleições autárquicas.

Agora a sondagem aponta para uma diferença residual, dando vantagem à socialista.

Veja também: