Brexit

Acordo do Brexit já está fechado

Dado Ruvic / Reuters

Anúncio feito no Twitter por Jean-Claude Juncker e Boris Johnson.

Já há acordo para o Brexit entre o Reino Unido e a União Europeia, após longas negociações e a poucas horas da cimeira de líderes europeus.

"Temos um excelente novo acordo", anunciou o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.

"É um acordo justo e equilibrado", afirmou o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que demonstra "o empenho para encontrar soluções".

O acordo para a saída do Reino Unido do bloco comunitário tem de ser validado pelos chefes de Estado e de Governo, reunidos em Conselho Europeu hoje e sexta-feira, e ratificado pelo Parlamento britânico e pelo Parlamento Europeu (PE).

A data prevista para o Brexit é 31 de outubro

Unionistas da Irlanda do Norte poderão bloquear acordo


Se os Unionistas da Irlanda do Norte não apoiarem o acordo será difícil que Boris Johnson consiga o apoio no Parlamento britânico, como explica o correspondente da SIC em Londres, Emanuel Nunes.

O Partido Democrático Unionista da Irlanda do Norte (DUP), aliado dos conservadores no parlamento britânico, reafirmou hoje a sua oposição ao novo acordo negociado entre Londres e Bruxelas.

Após o anúncio do acordo em Bruxelas, fonte interna do DUP citada pela agência France-Presse disse que o comunicado emitido hoje de manhã "continua a refletir a posição" do partido.

O governo de Boris Johnson, que não tem maioria parlamentar, necessita do apoio do DUP para que o acordo seja aprovado no parlamento britânico.

O citado comunicado, assinado pela líder do DUP, Arlene Foster, e pelo seu "número dois", Nigel Dodds, afirma que, "tal como estão as coisas", o partido não pode aceitar o pacto que Londres está a negociar com a União Europeia.

"Participámos nas conversações com o governo. Tal como estão as coisas não podemos aceitar o que está a ser sugerido sobre questões aduaneiras e outros assuntos relacionados, até porque a questão da aplicação do IVA não é clara", refere a nota do Partido Unionista.

Fonte de Downing Street citada pela imprensa britânica afirmou entretanto que o acordo alcançado "é um bom acordo para a Irlanda do Norte".