Brexit

Deputados britânicos aprovam sessão extraordinária no sábado para debater novo acordo

Kirsty Wigglesworth

Sessão extraordinária será a primeira vez que a Câmara dos Comuns vai funcionar num sábado desde a Guerra das Malvinas, em 1982.

Os deputados britânicos aprovaram esta quinta-feira uma sessão extraordinária no sábado para debater e votar o novo acordo para o 'Brexit' negociado entre o governo do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e a União Europeia (UE).

No entanto, foi aprovada um a emenda à proposta do governo por 287 votos a favor e 275 contra para que a moção do governo com o Acordo possa ser alterada para incluir a possibilidade de pedir um adiamento mesmo se for aprovada.

O objetivo, disse o deputado Oliver Letwin, é garantir que o governo britânico aprova a legislação relativa ao acordo antes de 31 de outubro, e evitar uma saída sem acordo.

A chamada "lei Benn" exige apenas que o primeiro-ministro escreva uma carta à UE a pedir um adiamento por mais três meses, até 31 de janeiro, se não submeter ao parlamento um novo acordo.

A sessão extraordinária de sábado, com início às 09:30 horas, será a primeira vez que a Câmara dos Comuns vai funcionar num sábado desde a Guerra das Malvinas, em 1982.

O ministro responsável pelos assuntos parlamentares, Jacob Rees-Mogg, sugeriu que o debate se prolongue por 90 minutos, seguido pela votação, mas o presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow, indicou que poderá deixar que o debate ultrapasse este tempo.

Lusa