Brexit

Nigel Farage diz que novo acordo "não é um Brexit" e deve ser rejeitado

O britânico Nigel Farrage, copresidente do Grupo da Europa da Liberdade e da Democracia Direta

Vincent Kessler / Reuters

O líder do Partido do Brexit, Nigel Farage, afirmou hoje que o acordo alcançado entre o Reino Unido e a União Europeia (UE) "simplesmente não é um Brexit" e deve ser rejeitado.

"O compromisso de alinhamento regulatório neste acordo significa que o 'novo acordo' não é o 'Brexit', apesar de melhorias na união aduaneira", escreveu o eurocético britânico no Twitter após o anúncio de que Londres e a UE chegaram a acordo.

Para Farage, os termos do acordo mantêm o Reino Unido ligado à UE de "demasiadas formas", pelo que é preferível uma extensão da data de saída, prevista para 31 de outubro, seguida de eleições legislativas no Reino Unido, a uma votação no parlamento dos novos termos acordados.

O dirigente eurocético repetiu que defende um "corte radical" em vez de "mais um tratado europeu".

O acordo hoje alcançado em Bruxelas tem de ser validado pelos chefes de Estado e de Governo, reunidos em Conselho Europeu hoje e sexta-feira, e ratificado pelo parlamento britânico e pelo Parlamento Europeu (PE).

Lusa