Brexit

Boris Johnson retira legislação do Brexit se deputados recusarem aprovação acelerada

Reuters TV

"Lamentavelmente, a proposta de lei terá que ser retirada e teremos que avançar para eleições legislativas", acrescentou.

A legislação para regular o Brexit será retirada se os deputados votaram contra o calendário previsto pelo governo, desencadeando eleições legislativas, anunciou hoje o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.

"De forma alguma vou permitir mais meses disto [debate sobre Brexit] . Se o parlamento recusar que o 'Brexit' aconteça e, em vez disso, decidir adiar tudo até janeiro ou por mais tempo, em nenhuma circunstância o governo continuar com isto", afirmou.

Boris Johnson receia o risco de os deputados votarem contra a moção com o calendário de aprovação do texto, que o governo pretende acelerar e concluir em três dias, até quinta-feira.

Além de cinco horas de debate hoje, até às 19:00 horas, estão previstas 12 horas de debate na quarta-feira e mais oito horas de debate e a votação na especialidade na quinta-feira.

A legislação será votada na generalidade hoje às 19:00 horas e a moção com o calendário votada logo depois.

Lusa

  • Escolas fazem negócio com refeições
    11:40