Brexit

Boris Johnson promete Brexit antes de 31 de janeiro se vencer eleições

WILL OLIVER

O dirigente britânico apresentou o manifesto do Partido Conservador em Telford.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, garantiu este domingo executar o Brexit antes de 31 de janeiro para "unir o país e resolver o caos" se os conservadores ganharem as eleições antecipadas de 12 de dezembro.

O dirigente britânico apresentou o manifesto do Partido Conservador em Telford, West Midlands, um documento de 50 páginas que é lançado a cerca de três semanas das eleições antecipadas do Reino Unido, as "mais cruciais da história moderna", segundo Johnson.

De acordo com o manifesto, a proposta de saída do Brexit será novamente apresentada antes do Natal, para que seja votada pelos deputados e consumada no final de janeiro do próximo ano.

A saída do Reino Unido da União Europeia, um processo conhecido como Brexit, foi um dos temas dominantes do discurso do primeiro-ministro britânico, que apresentou a separação de Bruxelas como a chave para resolver toda a "amargura e caos" e depois "dar gás ao potencial de todo o país".

Depois das eleições, a Câmara dos Comuns deverá realizar a sua primeira sessão no dia 17 de dezembro, e nessa mesma semana será celebrado o chamado discurso da Rainha, que marca o início da legislatura do Governo.

Corbyn afirma que permanecerá "neutro" num novo referendo sobre Brexit

O líder do Partido Trabalhista no Reino Unido, Jeremy Corbyn, afirmou na sexta-feira que permanecerá "neutro" no caso de um novo referendo sobre o 'Brexit', que pretende convocar se ganhar as eleições do próximo mês.

"Adotarei uma posição neutra como primeiro-ministro para que possa implementar com credibilidade o resultado alcançado e unir o nosso país, em vez de procurar um debate interminável sobre a União Europeia e o 'Brexit'"

Lusa